quinta-feira, 6 de janeiro de 2005

Bandeira do Divino

Bem, hoje são 6 de janeiro e celebramos - pelo menos os católicos - o Dia dos Reis Magos, os três reis que chegaram um pouquinho atrasados: só 12 dias, pelas contas do calendário cristão atual!!! Resolvi dar uma pesquisada para entender um pouco melhor sobre essas figuras pra lá de demoradas para dar presentes. Os três se chamavam Gaspar, Baltazar e Melchior (ou Belchior), com respectivamente 15, 30 e 40 anos - o mais novo poderia ter chegado mais cedo, né?! Bem, mas na verdade eles representam três raças diferentes: asiática, negra e branca, o que nos leva a supor que representam a saudação de todo o mundo ao Menino que acabara de nascer. Os Magos foram guiados até a manjedoura por uma estrela e deram de presente ao Menino Jesus ouro, incenso e mirra. Parte daí também o costume de presentear as pessoas nessas épocas do ano.
Esse acontecimento é lembrado até os dias de hoje com as festas de Folia de Reis, que geralmente são comemoradas até o dia 2 de fevereiro. A festa relembra a primeira visita e homens fantasiados com máscaras e roupas coloridas saem caminhando pelas ruas, sobretudo nas cidades do interior, levando a bandeira do Divino às casas onde, geralmente, são recebidos com alguns comes e bebes. Há muito tempo não vejo mais esses acontecimentos em Virgínia, mas me lembro que quando criança tinha medo daquelas figuras estranhas cantando e dançando pelas ruas. A “Festa de Reis” mais conhecida na minha cidade é a do Porto, onde todo mundo faz tudo, menos lembrar os três lentos Reis Magos... É uma comemoração tão surreal quanto a estória original... rs

Fonte:
www.guiadoscuriosos.com.br

Nem eu mesmo poderia imaginar que do “fundo de gaveta” sairia a bandeira do Divino... Mustafá!!!

0 Comentários: